domingo, 14 de maio de 2006

Será que mudou???



Carta a um menino de Angola

"Desculpa! Não podia passar nem mais um dia sem te pedir desculpa, menino perdido! Eu sei que não te ajuda, não te reconforta, não te enche a barriga, não pára essas balas que voam sobre a tua cabeça, nem pára as lágrimas que te escorrem pela cara. Mas, mais uma vez, a minha hipocrisia e o meu egoísmo falam mais alto!

Desculpa por ter de decidir todos os dias o que hei-de vestir, com o armário cheio; bem sei que não tens nada… Desculpa por deixar estragar a comida que enche as prateleiras da minha despensa; bem sei que não tens nada… Mas, acima de tudo, menino perdido, desculpa por virar a cara, horrorizada, quando te vejo na televisão; bem sei que não escolheste pisar uma mina enquanto brincavas… Desculpa por apenas dizer “coitadinho”, refastelada no sofá; bem sei que mereces mais… Desculpa o meu cinismo, a minha hipocrisia, desculpa a minha “grande vontade” de ajudar, mas a seguir vai dar um bom filme na TV e não tenho tempo para “essas coisas”!

Desculpa-me, menino de Angola, por fingir que não existes, só porque não tens a minha cor; desculpa-me por pouco me importar se sofres ou não, desde que não me atinja. Sou falsa, sou hipócrita, indecisa, cínica, sou vendida, sou corrupta, sou insensível e tudo mais que imaginares, mas o pior, menino perdido, menino sem futuro, é que sou apenas uma pequena gotinha no oceano! E… tenho más notícias para ti: nada vai mudar, porque… somos todos iguais!"

Esta carta que transcrevo foi publicada no Jornal Público, em 13/01/2000. Era uma carta ao director, assinada por Ana Luísa Ramos, da Figueira da Foz e continha um post script (não o incluí porque o essencial é mesmo a carta). Fui dar com ela quando fazia uma arrumação num dossier. Li e reli-a como fizera da primeira vez que me veio parar às mãos.
Não é uma carta fácil de ser escrita, muito menos de ser lida. Porquê? Porque nos perturba, faz-nos pensar e concluir que todos devíamos estar mais atentos a tantos "meninos perdidos". Devíamos pedir desculpa mais vezes, devíamos preocupar-nos mais com os outros, devíamos mudar alguma coisa, para... não sermos todos iguais.

7 comentários:

Anónimo disse...

Super color scheme, I like it! Good job. Go on.
»

Anónimo disse...

Interesting website with a lot of resources and detailed explanations.
»

Anónimo disse...

I love your website. It has a lot of great pictures and is very informative.
»

Anónimo disse...

Nice idea with this site its better than most of the rubbish I come across.
»

Anónimo disse...

Very best site. Keep working. Will return in the near future.
»

Anónimo disse...

Nice idea with this site its better than most of the rubbish I come across.
»

Anónimo disse...

I really enjoyed looking at your site, I found it very helpful indeed, keep up the good work.
»