domingo, 22 de outubro de 2006

Pires, José Cardoso (1925-1998)



José Cardoso Pires, escritor português, nasceu a 2 de Outubro de 1925 e faleceu a 26 de Outubro de 1998, sendo sepultado no Cemitério dos Prazeres em Lisboa. Nasceu em Vila de Rei e foi viver para Lisboa com os pais. Passou grande parte da sua infância e adolescência na capital, onde frequentou o Liceu Camões e foi aluno de Rómulo de Carvalho.

A sua experiência da vida boémia, da rua e da noite, resultou num conhecimento que transpõe para alguns dos seus textos (v.g. "Alexandra Alpha"). Realizou esporadicamente trabalhos como jornalista e redactor de publicidade até se dedicar definitivamente à escrita. O seu trajecto pessoal e a sua carreira são marcados pela inquietação e pela deambulação. É considerado como um romancista, mas não se liga a nenhum grupo, nem se fixa a nenhum género literário.

A sua obra é extensíssima. De entre muitas e grandiosas obras destacam-se: Jogos de Azar (Contos 1963); O Delfim (Romance 1968); O Burro em Pé (Contos 1979); Balada da Praia dos Cães (Romance 1982); Alexandra Alpha (Romance 1987); De Profundis, Valsa Lenta (Crónicas 1997).

Muitas das suas obras foram adaptadas ao cinema. Destacam-se as adaptações de “Balada da Praia dos Cães” de José Fonseca e Costa e “O Delfim” de Fernando Lopes.

Muitos foram, igualmente, os prémios que JCP e a sua obra receberam. Deles se destaca o Prémio Pessoa em 1997.

José Amaral

2 comentários:

Inconformist disse...

A Balada da Praia dos Cães, que li e vi também o filme, é uma da obras que nos demonstra a grande capacidade que este autor tem de teçer uma teia que nos envolve do príncípio ao fim do enredo, gostei também do estilo de escrita, leve e simples e quase sempre encontramos o atractivo naquilo que possui estas características.

Amaral disse...

Inconformist
leia "Jogos de azar" "O Delfim" pelo menos e vai ver que JCP surpreende sempre.