quarta-feira, 23 de janeiro de 2008

Pequena Maravilha

Recebi hoje um pequeno livrinho (69 páginas) do meu amigo, o poeta Cláudio Feldman. A obra em causa Caim & Cia Ilimitada (Editora Taturana, 2ª edição) lê-se em meia hora. Trata-se de um livro de minicontos criminais (alguns têm apenas duas ou três linhas), mas nem por isso deixa de ser um grande livro. Este livro, escrito por Cláudio quando tinha trinta e seis anos, é uma pequena preciosidade. As histórias, com um humor muito próprio, são excelentes.
Além do mais, cada história está fenomenalmente bem ilustrada.
Como diz Moacyr Scliar no prefácio «Quer dizer: a carga dramática de um conto independe de sua extensão. Cláudio Feldman sabe disto. É a síntese que ele persegue, em suas histórias ultra-curtas -síntese associada a um humor cortante, surpreendente. Neste mundo que tem pressa, Cláudio Feldman não demora a dar o seu recado. E o faz com economia e precisão».
Provavelmente poucos terão ouvido falar deste escritor – embora o seu currículo seja vastíssimo – e é pena. Merecia ser divulgado em Portugal.

(José Amaral)

2 comentários:

al cardoso disse...

Eu sou um deles, mas pelo que descreve, tenho perdido algo!

Um abraco d'algodrense.

Amaral disse...

Al Cardoso
Este é mesmo bom!
Abraço