segunda-feira, 19 de maio de 2008

Sugestão de Leitura

Acabei de reler (a primeira vez que li já lá vão muitos anos) o livro Os Meus Amores de Trindade Coelho (Colecção 120 Anos JN, 190 pág.). É um livro de contos rurais editado em 1891. Para muitos é a principal obra do autor. Neste belíssimo livro encontramos um conjunto de histórias que evocam de forma saudosista a vida do campo, a recriação de gentes e lugares, motivada pela saudade, e velhas recordações de infância do mundo transmontano onde o autor cresceu. É uma obra-prima na forma como se apresenta ao leitor, permitindo-lhe desfrutar da mais refinada literatura. Os contos remetem-nos para evocações e quadros descritos com espontaneidade e simplicidade, compreensível a todos. Um toque de suave lirismo reforça-lhes o encanto e uma utilização da linguagem popular, em diálogos vivos, confere-lhe algum realismo. Nele encontramos contos como “A choca”, “Parábola dos sete vimes”, “Abyssus Abyssum”, “Para a Escola”…
Quantas e quantas vezes os nossos escritores ficam esquecidos, merecendo melhor sorte. Este livro vale a pena lê-lo e saboreá-lo. Aconselho-o vivamente!

(José Amaral)

14 comentários:

CMatos disse...

Olá Joaquim, acabei de ler "O paciente Inglês" (um bocado chato de ler) e vou partir para "Pássaros feridos".
Um dia talvez leia este! :-)

Boa semana

Amaral disse...

Matos
Tanto o paciente como os pássaros são bons. Vais gostar mais dos pássaros. Este é um registo totalmente diferente, mas muito bom. Vale a pena pois é um dos grandes da nossa literatura.
Abraço

Carla disse...

mundos rurais tão bem descritos
beijos

meg disse...

Caro Amigo,
Do que me veio falar! Trindade Coelho. O livro que refere confesso que não conheço, mas há um que ainda hoje procuro encontrar. Era o In Illo Tempore que perdi, emprestei, só sei que sumiu e que não encontrei em mais lado nenhum.
Por essas e por outras não empresto livros.
Se encontrar esse, claro que o comprarei.

Um grande abraço

al cardoso disse...

Bem haja pelo conselho!

Um abraco dalgodrense.

Amaral disse...

Carla
Pode crer que é mesmo isso. A leitura deste livro reporta-nos para momentos longínquos, mas que ousamos próximos.
Bom feriado
Bjo

Amaral disse...

Meg
Sem dúvida que o livro que refere é bom, mas este... este tem um sabor especial. Não perca.
Bom feriado
Abraço

Amaral disse...

Al Cardoso
Leia e vai ver que gosta. Recordar-se-á no "exílio" das nossas terras, das nossas gentes...
Abraço

Entre linhas... disse...

Já li alguns atrás algumas obras de Trindade Coelho,nestes últimos meses li as obras todas de José Rodrigues dos Santos,agora estou a ler um que foi editado 2002 de Clara Pinto Correia " A arma dos Juízes",os livros andam sempre comigo de "mão dada"...))
Bjs Zita

Amaral disse...

Zita
Ainda bem que assim é. Também já li quase todos do JRS (menos o Codex) e o da Clara que refere também já li.
Bom feriado
Bjo

Isabel-F. disse...

Também já o li há imensos anos e gostei muito.

Beijinhos e bom fim de semana

Amaral disse...

Isabel
É sem dúvida uma obra interessantíssima. Bom fim-de-semana
Bjo

A. João Soares disse...

Foi um dos livros de escritores portugueses que li na minha adolescência de estudante de liceu. Recordo com agrado o professor Celestino Gomes que muito impulsionou os alunos para as boas leituras dos nossos escritores.
Abraço
A. João Soares

Amaral disse...

João Soares
Actualmente ainda se dão alguns contos deste livro, mas é pena não ser obrigatória a leitura integral, não só deste, de muitas obras de referência da nossa Literatura.
Boa semana
Abraço