segunda-feira, 5 de maio de 2008

"Homem Nobre"

Rabíndranáth Thákhur, mais conhecido por Tagore (que em sânscrito quer dizer “homem nobre”), nasceu em Calcutá, a 6 de Maio de 1861 e faleceu também em Calcutá, a 7 de Agosto de 1941. Este escritor, poeta e músico indiano, com formação filosófica, cria uma escola dedicada ao ensino das culturas e filosofias ocidentais e orientais. Sua obra poética compreende uma colecção de três mil poemas em língua bengali sobre temas religiosos, políticos e sociais. Em 1913 vence o Prémio Nobel da Literatura. Para Tagore “O homem só ensina bem o que para ele tem poesia”.


Poema de Despedida

É hora de partir, meus irmãos, minhas irmãs
Eu já devolvi as chaves da minha porta
E desisto de qualquer direito à minha casa.
Fomos vizinhos durante muito tempo
E recebi mais do que pude dar.
Agora vai raiando o dia
E a lâmpada que iluminava o meu canto escuro
Apagou-se.
Veio a intimação e estou pronto para a minha jornada.
Não indaguem sobre o que levo comigo.
Sigo de mãos vazias e o coração confiante.

Rabindranath Tagore
(José Amaral)

2 comentários:

meg disse...

Meu amigo,
Tamanha ausência a minha e tanto para comentar. Hoje estou a fazer um esforço para visitar o maior número de amigos que não imaginei tantos!
Estou um cadinho cansada e não muito faladora, mas isto vai ao sítio. Com um bocadinho de tempo. Mas sabes que quando não apareço é because something is wrong!
Um abraço

Amaral disse...

Meg
Sim sei, lamento. Mas força! Não há mal que sempre dure...
Certamente que a tua vontade é passar mais vezes, mas eu compreendo. Logo logo estará tudo resolvido e passarás mais vezes.
Abraço