quinta-feira, 8 de maio de 2008

Poema


Faz-me o favor...

Faz-me o favor de não dizer absolutamente nada!
Supor o que dirá
Tua boca velada
É ouvir-te já.

É ouvir-te melhor
Do que o dirias.
O que és não vem à flor
Das caras e dos dias.

Tu és melhor - muito melhor!
Do que tu. Não digas nada.
Sê Alma do corpo nu
Que do espelho se vê.

(Mário Cesariny)

4 comentários:

Carla disse...

ser alma de um corpo nú...perfeita esta dádiva
bom fim de semana
beijos

Amaral disse...

Carla
Obrigado pela visita. Bom fim-de-semana
Bjos

meg disse...

Este Cesariny, como a maior parte dos surrealistas são-me irresistíveis. Alimentam o lado transgressor e não acomodado às injustiças e outras coisas que se nos atravessam no caminho.
Um bom fim de semana para ti também.Um abraço

Amaral disse...

Meg
É verdade Cesariny era um provocador, um incompreendido.
Bom fim-de-semana
Abraço