sexta-feira, 4 de maio de 2007

Mário Quintana

Mario Quintana nasceu na cidade de Alegrete (RS), no dia 30 de Julho de 1906, quarto filho de Celso de Oliveira Quintana, farmacêutico, e de D. Virgínia de Miranda Quintana. Com 7 anos, auxiliado pelos pais, aprende a ler tendo como cartilha o jornal Correio do Povo.
Mário Quintana morreu a 5 de Maio de 1994.


Se eu fosse um padre


Se eu fosse um padre, eu, nos meus sermões,
não falaria em Deus nem no Pecado
— muito menos no Anjo Rebelado
e os encantos das suas seduções,

não citaria santos e profetas:
nada das suas celestiais promessas
ou das suas terríveis maldições...
Se eu fosse um padre eu citaria os poetas,

Rezaria seus versos, os mais belos,
desses que desde a infância me embalaram
e quem me dera que alguns fossem meus!

Porque a poesia purifica a alma
...e um belo poema — ainda que de Deus se aparte —
um belo poema sempre leva a Deus!


(Mário Quintana in "Nova Antologia Poética", Editora Globo - São Paulo)


(José Amaral)


9 comentários:

Entre linhas disse...

Os poetas simbolizam as paralvras e estas por sua vez purificam a alma.

Bom fim de semana

Bjs Zita

Amaral disse...

Zita
Bela forma de sintetizar um poeta.
Bom fim-de-semana
Bjo

Paulo Veiga disse...

Os poetas existem e fazem-nos sonhar, as suas palavras encantam, mas também nos fazem chorar.....

Um abração

inconformist disse...

Poesia,pintura,literatura,de um modo geral todas as artes podem conviver com o sublime,com o ina- tingível em termos terrenos e aí tb concordo, que a poesia possa competir com o campo do divino e até ultrapassá-lo...talvez seja por isso que sempre me atraiu tanto a poesia como a pintura,só o facto de nos projectarmos noutra dimensão(num plano espiritual) se torna fascinante...esta questão fez-me tb lembrar o mito da caverna.

joão oliveira disse...

cumprimentos amaral
um bom poema chega sempre ao alto, pode demorar mas chega
bom fim de semana

Amaral disse...

Paulo Veiga,
caro amigo caso não te tenhas apercebido és um poeta a germinar. Gostei do comentário.
Aquele abração amigo.
Bom fim-de-semana

Amaral disse...

Inconformist
em Portugal a Poesia é colocada na caverna. Lá num lugar escuro onde não há sol e onde, depois, a claridade nos fere.
Merecíamos tratar a Poesia com mais dignidade, mais respeito, mas... é a Cultura que temos no país.
Bom fim-de-semana

Amaral disse...

João Oliveira
essa é que é a realidade. Pode tardar em chegar (o poema) mas chega.
Bom fim-de-semana
Abraço amigo

John D. Godinho disse...

IF I WERE A PRIEST

If I were a priest,
I would not, in my sermons,
speak of God,
or of moral corruption
—much less talk about the
Rebel Angel
and his charming
seduction.

I would not cite the saints
and prophets,
their heavenly
promises
or terrible curses...

If I were a priest,
I would cite the poets
and pray their most
beautiful verses;

The kind that have lulled me
since early childhood,
some of which I wish
I had written!
For poetry purifies the soul…

And a beautiful poem—
even if distant from God—
a beautiful poem
always takes us to Him!

Mario Quintana
(Translated by John D. Godinho)
If I were a priest in Nova Antologia