terça-feira, 30 de janeiro de 2007

Morreu o autor da banda sonora da Abelha Maia

O compositor checo Karel Svoboda, autor da banda sonora dos desenhos animados "Abelha Maia", morreu no domingo na sua residência, nos arredores de Praga. Svoboda, de 68 anos, terá disparado uma arma contra si mesmo, indicou um porta-voz policial do comissariado da Boémia Central "Examinámos o caso; parece tratar-se claramente de suicídio". Além de centenas de bandas sonoras para filmes, peças de teatro, musicais e séries de televisão, o músico compôs numerosas canções para o intérprete checo mais galardoado do século XX, Karel Gott. Karel Svoboda (Praga, 1938) começou por estudar estomatologia, mas acabou por escolher o mundo da música. Nos anos 50 e 60 foi membro da popular banda rock Mefisto e chegou a integrar o grupo dramático experimental da Lanterna Mágica e do Teatro Rokoko de Praga, onde estreou a sua primeira partitura para obra cénica.

Dos seus trabalhos para séries de TV, os que maior êxito alcançaram, além da "Abelha Maia", foram as bandas sonoras de "Circo Humberto", "Pinóquio" e "Tao Tao", entre outros.

in “Jornal de Notícias” (edição online), 30JAN07


Quem não se lembra de cantarolar o “Lá num país cheio de cor…”. Pois é esta abelhinha que nos entrava em casa sempre sorridente e marota. Quantos de nós sabíamos quem era o autor da banda sonora. Eu, confesso, não sabia. Foi pena o autor ter posto fim à vida desta forma tão trágica. Partiu o autor e fica a obra.

(José Amaral)

1 comentário:

Sónia disse...

É uma lamentável perda, visto que, já não se criam composições musicais para desenhos animados como estes... sempre que ouço me fazem viajar no tempo, e chorar de alegria, porque tive o previlégio de os ouvir em criança. Bem-haja Karel Svoboda!