domingo, 6 de julho de 2008

Prazer da Leitura

Dos livros que escolhi para leitura de férias (embora, ainda, não totalmente de férias) o primeiro que li foi Venenos de Deus Remédios do Diabo, de Mia Couto (Caminho, 188 páginas). Este belíssimo Romance mostra toda a habilidade “escrítica” de Mia Couto. Ele usa as palavras – criando neologismos frásicos, baseados em trocadilhos – com mestria. O livro lê-se de um fôlego e prende-nos a atenção do princípio ao fim. Recomendo a sua leitura!
A história gira à volta de Sidónio Rosa, um jovem médico (ou falso médico, pois ainda não concluiu o curso) que parte para Moçambique atrás de Deolinda, uma mulata por quem se perdeu de amores. Sidónio conheceu Deolinda num congresso médico em Lisboa e partiu para Moçambique atrás da sua amada. A história desenrola-se em Vila Cacimba, onde vivem os pais de Deolinda (Munda e Bartolomeu). Mas muitos são os segredos e mistérios à volta destas personagens. Que aconteceu a Deolinda? Quem é ela na verdade? Porque mentem os Sozinhos e se aproveitam da paixão de Sidónio? As respostas vão acontecendo.
Aqui fica um pequenino excerto para abrir o apetite:

«- Doutor, preciso que me avise quando estiver mesmo chegando a minha hora.
- Está certo. Eu digo.
- É que eu tenho uma confissão grave a lhe fazer.
- Pode falar agora.
- Eu só falarei quando as coisas estiverem a dar para o morto.
- Torto. Dar para o torto.
- Corrija-me o sofrimento, Doutor. Não me corrija a gramática. Que eu, modéstia à parte, fiz estudos nos tempos coloniais.
Depois remata em tom irónico:
- E não foram apenas umas cadeiras, como fizeram outros que eu bem conheço…»

(José Amaral)

8 comentários:

Anónimo disse...

passei por cá por mera curiosidade, do que vi, sinto seres um devorador de livros, vou seguir o conselho e ler o livro recomendado, é bom quando encontramos alguem assim.
abraços

Amaral disse...

Caro amigo(a)
Volte sempre. Gostei de saber que gosta de ler. Este vale a pena e em breve aqui apresentarei outras escolhas.
Boa semana, boa leitura
Cumprimentos

DelfimPeixoto disse...

Boa escolha, Mia Couto. Mas vais ter de escolher mais, pois esse livro abre o apetite para ler muito mais... experimenta Ferreira de Castro ( romantismo portugues), é divinal, em particular " Os emigrantes " e/ou " A Selva"... são um doce a saber a pouco
abraço

Amaral disse...

Delfim
Conheço as obras que me indica, mas agradeço na mesma. Quanto a leitura apetite não me falta. Em breve aqui colocarei mais um post de um outro que estou a terminar.
Boa semana
Abraço

Carla disse...

Mia Couto é para mim um verdadeiro contador de histórias com algumas mais valias que me faz devorar os seus livros. Primeiro tem África no coração e na escrita, segundo é um encantador de palavras, terceiro fala de vida reais e de vidas imaginárias que há em todos nós...
...por isso este é um livro que eu não vou perder certamente
boa semana e boas férias

Amaral disse...

Carla
Estou inteiramente de acordo com a apreciação que faz de Mia Couto.
Não perca este livro, pois é (mais um) delicioso.
Boa semana e boas férias
Bjo

Deusa Odoyá disse...

Oi meu caro amigo Amaral.
obrigado por seu comentário em meu cantinho.
Não conheço essa história, vou procurar ler.
Estou enviando uma plantinha para vc.
Essa plantinha é chamamda deAMIZADE.
Você deve regá-la dia após dia, com palavras de carinho e sinceridade.
Adubá-la com Respeito E dedicação e deixar que o sol do amanhecer ilumine e aqueça suas raízes para que elas possa crescer sempre forte e bonita.
assim será nossa amizade meu caro amigo.

beijos e fique na paz.

Regina Coeli.

Amaral disse...

Regina
Quanto ao livro não perca que é excelente.
A planta da amizade irei cuidar ela.
Boa semana
Bjo