quarta-feira, 9 de abril de 2008

Poema


Gato

1

o gato
- pupilas de ladrão -
imprime no escuro
pegadas de algodão

tangenciando casas
dopadas de sonhar
os bigodes do gato
espetam o luar

2

o felino
procura mais
do que sardinhas
nas rondas animais:

talvez
respirar os segredos
que a noite oculta
atrás de seus dedos

talvez
o sentido da vida
que move seus gestos
à dúctil saída.

3

o gato
e seus rastos
espera amanhecer
para conter os astros

(Cláudio Feldman)

12 comentários:

Meg disse...

Caro Amaral, que ausência, mas mais um probleminha que já está resolvido.
Hoje temos um poema sobre o gato.
Sabe que tenho uma gata e acho que a palavra que melhor descreve é "mistério".

Um abraço

Isabel-F. disse...

detesto gatos ....


bjs

Amaral disse...

Meg
Sim os gatos são mais misteriosos que outros animais, têm um quê de... isso mesmo de não sei quê.
Abraço

Amaral disse...

Isabel
Respeito... eu ainda assim gosto.
Bjo

Leonor disse...

adoro gatos...tenho 3 gatos e gostaria de ter mais! acho que fui gata na minha outra vida:)são muito independentes e misteriosos o k me agrada. Estas férias fui a Istambul - Turquia, e nunca vi tanto gato na rua...aqui em Portugal são os cães que dominam nas ruas. Engraçado este contraste. Já agora cale a pena conhecer Istambul...é só para me meter contigo amaral:)
Beijo da Leonor

Amaral disse...

Leonor
É um contraste interessante este dos cães/gatos - Portugal/Turquia.
Sem dúvida que os gatos são misteriosos.
Gata na tua outra vida? Ou ainda és?...
Bjo

al cardoso disse...

O gato e bonito e poema tambem

Entao temos livro novo e nem diz nada?!

Um abraco dalgodrense de amizade.

Amaral disse...

Al Cardoso
Ainda bem que gostou do poema.

Pois é... livro novo (as notícias correm céleres). Não disse, mas vou dizer, aqui e em breve.
Abraço

JPCLEMENTE disse...

Caro Amigo J. Joaquim!
Desculpa só agora comunicar. Desde já, os meus parabéns por este teu novo projecto.Se me for possível, é evidente , que gostaria de estar presente no lançamento do teu novo livro.Penso que não é necessário estares a gastar dinheiro para enviares convite. Diz-me só a data e o local.
Um abraço e um bom fim de semana

Amaral disse...

João Paulo
Sei que tudo farás para estar presente. O convite vai chegar (é a editora que envia), mas por falta de contacto vai para caso do teu irmão.
Data e local serão reveladas amanhã aqui no Ad Litteram.
Bom fim-de-semana
Abraço

A. João Soares disse...

Apesar de misteriosos, os gatos estão de parabéns, por terem quem os compreenda e os cante em verso, num tratado de psicologia felina.
Um abraço
A. João Soares, serve de link

Amaral disse...

João
Concordo com este seu comentário. Sem dúvida Cláudio Feldman retrata-os bem neste poema.
Abraço