terça-feira, 20 de março de 2007

Dia Mundial da Poesia

O Dia Mundial da Poesia, que se celebra hoje, 21 Março, foi instituído na 30ª Conferência Geral da UNESCO, em 2000. Na altura, o Director-Geral da organização, o japonês Koichiro Matsuura, justificou a iniciativa pela “universalidade e natureza transcendental desta forma de expressão, constituindo por isso mesmo um meio incomparável para a compreensão inter – cultural e para a consolidação da paz no mundo.”
A poesia, ou género lírico, é uma das sete artes tradicionais, através da qual a linguagem humana é utilizada com fins estéticos. O sentido da mensagem poética também pode ser importante (principalmente se o poema for em louvor de algo ou alguém, ou o contrário: também existe poesia satírica), ainda que seja a forma estética a definir um texto como poético.


sentimentir


Estava eu

sentado debaixo de um plátano,

junto de uma fonte

cuja água era tão límpida

que me torturava,

naquele “locus amoenus”,

trazendo-me à memória

a pureza que perdera

mal enterrara a inocência.


Na mão

tinha um livro

de poesia

do Pessoa,

que dizia:

“Dizem que finjo ou minto

Tudo que escrevo. Não.

Eu simplesmente sinto

Com a imaginação.

Não uso o coração”.


Meu pensamento

ficou paralisado

e meus gestos

tornaram-se lentos.

O chilrear de um rouxinol

fez-me acreditar

nas palavras

deste mensageiro,

poisque imaginei

o mais belo poema

que jamais pudera

sentir.


Puxei do pequeno caderno

de anotações,

que me acompanhava

nestas reflectoras tardes,

e do pequeno lápis azul,

todo mordido,

e num irreflectido gesto

comecei a rabiscar

as ígneas ideias

que flamejavam do meu coração.


Inspirado,

escrevi folhas e folhas,

fruto da minha imaginação

já que o meu coração

era contra.


Foi neste sentimentir,

que senti que,

também eu,

sentia ou mentia

tudo o que escrevia.


(in “Oráculo Luminar”, José Amaral)

2 comentários:

inconformist disse...

O poeta é um "fingidor",um pintor de telas mescladas de imaginação,razão,sentimento, de tudo aquilo que faz parte da essência humana,o que o distingue dos outros seres humanos talvez seja uma sensibilidade,talento, mestria e singularidade na sua forma de se exprimir.

Amaral disse...

Inconformist
Penso que um poeta é mesmo assim, como o define