quarta-feira, 21 de março de 2007

Dia Mundial da Poesia e da Árvore

A “Folha da Educação” e a “Papiro Editora” (na pessoa da Dr.ª Sandra Macedo) convidaram os escritores Manuela Reis e José Amaral para estarem presentes hoje, Dia Mundial da Poesia, no Externato Infante D. Henrique (Alfacoop – Cooperativa de Ensino, CRL) em Ruílhe – Braga, num encontro de escritores e no âmbito da actividade “O Dia da Poesia e da Árvore”.A Escola fica situada numa zona verdejante, nos arredores de Braga, e apresenta excelentes instalações e condições para a prática lectiva (http://www.alfacoop.pt/). Foi possível ver com agrado que os alunos se empenharam na preparação deste dia, a Biblioteca parecia um “jardim poético”.
Pelas 14:30 horas, o auditório começou a ganhar vida. Rapidamente ficou cheio (arriscaria 60 a 70 pessoas entre alunos, maioritariamente, e professores). Os autores apresentaram as suas obras e falaram da sua obra. Entre dois dedos de conversa foram declamados vários poemas dos autores. A aluna Joana e as professoras Maria dos Anjos, Isabel Ferreira e Regina – que me desculpem a primeira e a última não me lembrar do sobrenome – declamaram, e bem, os poemas seleccionados. Os alunos colocaram, também, várias questões aos escritores. Foram mais ou menos duas horas que passaram num ápice. No fim, ainda houve tempo para autografar alguns livros. Da minha parte, da parte da escritora Manuela Reis e do marido Alexandre que teve a gentileza de nos acompanhar, foi uma iniciativa louvável e gratificante. Um bem-haja à escola que nos acolheu de braços abertos. Uma palavra, ainda, para parabenizar os alunos que se comportaram de forma exemplar.E porque hoje a Poesia é rainha, aqui deixo um poema da autoria de Manuela Reis (in“Caminhada”, Papiro Editora):

«Passa o vento no meu coração,

abana-o e leva-o para longe,

para longe do que é emoção,

sem que eu saiba a razão.


Estou frio, nada me aquece,

e na aresta da casa de pedra

onde nasci, ficou marcada a presença

do que nada sou e nada consegui.»


(José Amaral)


9 comentários:

joão oliveira disse...

A poesia e a árvore devem viver uma com a outra.
Entenda-se árvore como primavera, floresta, natureza.
A poesia inspirar-se na árvore e a árvore fazer parte da poesia
um abraço

Amaral disse...

João Oliveira
Estou de acordo, por isso ter colocado dois post's diferentes. Contudo, um complementa o outro
Abraço

Manuela Azevedo disse...

Parabéns José, viva o Dia Mundial da Poesia! Vivam todos os poetas! Ontem, também na escola Infante D. Pedro -Buarcos se comemorou este dia. Eu dinamizei a acção “A Natureza na voz dos Poetas”, com a ajuda de colegas e alunos. Foi uma manhã muito produtiva que terminou com uma surpresa que me alegrou bastante e até comoveu. Uma colega minha de Educação Musical musicou um poema meu e no final todo o auditório cantou os meus versos. Foi um gesto de carinho que coroou o meu trabalho de forma surpreendente e serviu para compensar os espinhos da nossa profissão.
Quando vem até à Figueira da Foz para nos conhecermos e conversarmos?
Aqui vai o poema musicado.

Subindo a serra

Subir a serra
é sentir lá no cimo
a presença divina,
ter asas e ser pequenino.
Ver as minúsculas casas
ponteadas na paisagem,
sentir o vento a fustigar o corpo
E só querer chegar sempre mais alto,
o coração a soltar-se na aragem,
qual papagaio a que se solta o fio.

Manuela Azevedo,
"o Canto das Fragas"

Um abraço da
Manuela

Amaral disse...

Manuela
Parabéns pela iniciativa. Todos nós, poetas, temos o dever de divulgar a poesia e fazer com que as gerações olhem a poesia como um pêndulo.
Esse gesto de carinho que lhe proporcionaram é certamente merecido.
Tenho realmente de ir à Figueira, mas por agora ando muito ocupado, mas irei...
Bom fim-de-semana
Um beijinho

inconformist disse...

Parabéns aos poetas José Amaral e Manuela Reis pela sua partilha e dádiva aos outros...a poesia merece!

Amaral disse...

Inconformist
Um poeta não deve ser "egoísta" para com os outros e para com a Poesia. Nada melhor para "homenagear a Poesia, que divulgá-la"

Isabel-F. disse...

Oi Amaral,

Vim conhecer-te e conhecer o teu sítio. Já li algumas dos teus poemas: gostei muito.

Obrigada pela tua visita lá ao meu sítio e palavras deixadas. Espero que tenhas gostado e que voltes mais vezes ... a porta está aberta e a casa é tua.

boa semana
bjs

Amaral disse...

Olá Isabel
Fico satisfeito pela tua visita e grato por ver que gostaste dos poemas.
O teu blog está (como disse no comentário) muito bonito e tenho passado por lá quase todos os dias.
Este espaço também é teu. Volta sempre...

Boa semana

Efigênia Coutinho disse...

Meus cumprimentos ao escritor pela belíssima postagem ao dia da Poesia.
Foi gratificante conhecer este espaço dedicado a literatura.
Fica meu convite para visitar-me e ser um seguidor dos meus epaços poéticos,
com admiração,
Efigênia Coutinho