domingo, 13 de agosto de 2006

Feira Franca


Feira de S. Mateus está de volta ainda em ano de transição

O número da edição já é difícil de pronunciar – n.º 614 – mas a importância e a relevância do certame a nível nacional já não necessita de ter que o pronunciar para dizer que mais um ano passou e a Feira de S. Mateus está de volta, no mesmo dia, 14 de Agosto e com as mesmas características, para animar Viseu durante 40 dias.
Há três anos que a feira decorre sujeita ao programa Viseu Polis que implicou a requalificação do recinto. Este ano deixa de fora metade dos expositores interessados em vender no certame em resultado dessa mesma requalificação. Dos mais de 500 pedidos foram aceites apenas 274.

“É mais um ano de transição, mas o pior já passou e será a última vez que a feira tem restrições por causa do espaço, no próximo ano decorrerá com o parque linear completo”, esclareceu o presidente da Câmara de Viseu, Fernando Ruas, durante a apresentação do certame.

Jorge Carvalho, gerente executivo da Expovis, empresa que organiza a Feira de S. Mateus, acrescentou que o novo recinto retirou à feira 2 900 metros quadrados de área, ficando agora com 13 mil metros quadrados (1900 área coberta) o que criou limitações de espaço e resultou na diminuição de 44 expositores.

Orçada em um milhão e 200 mil euros, a Feira de S. Mateus vive de duas grandes fontes de receita. De um lado o aluguer dos espaços e, do outro, a venda em bilheteira, esta última sempre condicionada ao estado do tempo: “Essa receita está condicionada à qualidade do artista, mas sobretudo ao tempo. Nem que venha o maior artista do mundo, se estiver a chover as pessoas não vêm”.

No campo das despesas, a maior fatia vai para os espectáculos que sobem ao palco do certame - 320 mil euros. No consumo de energia são gastos 40 mil, 93 mil euros com pessoal Oito mil euros em fogo de artifício, a par de outras despesas.
O presidente da Assembleia da República (AR), Jaime Gama preside, este ano, à inauguração da mostra. É a segunda vez que um presidente da AR inaugura a feira. Para Fernando Ruas é condição base para inaugurar a Feira de S. Mateus, ter um ministro ou um membro de Estado. O autarca ainda não perdeu a esperança de poder receber o Presidente da República para cortar a fita de uma futura edição.

Semana do feirante desaparece

Durante anos, a Feira de S. Mateus dedicou a última semana aos feirantes. Nos sete dias, a comissão de feirantes organizava o programa de festas, este ano, a Expovis resolveu acabar com a semana: “Era uma situação que não agradava à organização porque a comissão de feirantes fazia um peditório aos feiras e metade acabava por pagar para a outra metade

in Jornal do Centro (edição online) ed. 230, 11 de Agosto de 2006

Esta Feira Secular (Feira Franca) recebe todos os anos muitos visitantes. Para mais informações aconselha-se a consulta do seguinte site: http://www.expovis.pt/

1 comentário:

A.B. disse...

Já agora um site não oficial mas com fotos e outras coisas sobre a Feira Franca.
(...)

www.feirafranca.tv