quarta-feira, 13 de fevereiro de 2008

Dia de S. Valentim - Dia dos Namorados

A 14 de Fevereiro comemora-se o dia de São Valentim. Santo católico dá nome ao Dia dos Namorados em muitos países.
Durante o governo do imperador Claudius II, este proibiu a realização de casamentos no seu reino, para formar um grande e poderoso exército. Claudius acreditava que os jovens se não tivessem família, se alistariam com maior facilidade. No entanto, um bispo romano continuou a celebrar casamentos, indo contra a proibição do imperador. A prática foi descoberta e Valentim foi preso e condenado à morte. Enquanto estava preso, muitos jovens jogavam flores e bilhetes dizendo que os jovens ainda acreditavam no amor. Valentim foi decapitado a 14 de Fevereiro de 270 d.C.
Para o dia de S. Valentim aqui fica um poema de Eugénio de Andrade.



É urgente o amor.

É urgente um barco no mar.

É urgente destruir certas palavras,

ódio, solidão e crueldade,

alguns lamentos,

muitas espadas.

É urgente inventar alegria,

multiplicar os beijos, as searas,

é urgente descobrir rosas e rios

e manhãs claras.

Cai o silêncio nos ombros e a luz

impura, até doer.

É urgente o amor, é urgente

permanecer.

(José Amaral)

10 comentários:

JPCLEMENTE disse...

Cara J. Joaqueim!
Muito interessante. Tem um óptimo dia junto de quem mais amas.
Um abraço amigo
JPC

Amaral disse...

João Paulo
Obrigado, o mesmo para ti.
Abraço

Isabel-F. disse...

é um lindo poema ...

acho que ainda não o tinha lido ...


beijinhos

al cardoso disse...

Esta tudo muito bem, mas nao se esqueca que esse Santo foi descoberto pelos comerciantes americanos, principalmente os que vendem flores e chocolates!!!
E como em tudo, os tristes portugueses tem que ir a reboque, e infeliz tambem, no nosso pais tambem ja celebrarem o "Halloeen", so sabemos copiar, em vez se celebrar-mos as nossas proprias tradicoes!
Embora nao simpatize muito com os espanhois tenho que reconhecer que no que toca a orgulho nacional, temos muito que aprender com eles.

Um abraco de amizade dalgodrense.

Amaral disse...

Isabel
É um poema lindíssimo como tantos outros de Eugénio.
Ainda bem que gostou.
Bom dia de S. Valentim
Bjo

Amaral disse...

Al Cardoso
Permita-me discordar em parte do seu comentário.
Muitas das festas tornaram-se "comercializadas" (v.g. Natal, Páscoa...), mas não considero que seja um mal festejar o S. Valentim.
Quanto às tradições continuamos a celebrar os nossos santos populares, dia de Portugal, and so on.
Abraço

Laurentina disse...

Amaral agradeço do coração a tua visita.
Olha que lindo esse poema, não conhecia.
Se o Homem amasse mais não havia tantos desvios...

beijão grande amigão.

Amaral disse...

Laurentina
Pleno de razão esse teu comentário. Obrigado também.
Bjo

A. João Soares disse...

Todos os dias que nos lembrem que é preciso fazer algo de positivo, como destruir armas, ódios, e outros males e construir o que melhor contribua para o bom entendimento geral e a felicidade da humanidade, são bem vindos.
É certo que as modernas técnicas de gestão, o marketing aproveitam tais oportunidades para fazer negócio, facturar e obter lucros. Mas perante isto deve haver da parte dos clientes o bom senso e a capacidade de gerir a própria bolsa, não se deixando arrastar para tentações inúteis.
Gostei do poema
A. João Soares

Amaral disse...

João
Tem toda a razão. Comemorar dias que nos lembrem que é preciso amar, é importante.
O marketing é que estraga tudo, mas nos dias que correm nesta aldeia global talvez seja impossível actuar de outra forma.
abraço