quarta-feira, 31 de outubro de 2007

Dia de Todos-os-Santos / Dia dos Fiéis Defuntos

A festa do dia de Todos-os-Santos é celebrada, a 1 de Novembro, em honra de todos os santos e mártires, conhecidos ou não.
Um dos objectivos do dia de Todos-os-Santos é suprir quaisquer faltas dos fiéis em recordar os santos nas celebrações das festas ao longo do ano.
A partir da perseguição de
Diocleciano o número de mártires era tão grande que se tornou impossível designar um dia do ano separado para cada um dos santos. Daí a necessidade de criar um dia para celebrar todos aqueles santos (essencialmente anónimos) que não têm um dia só para eles. Como muitos homens e mulheres foram vistos como exemplos de santidade criou-se este dia para celebrar todos os cristãos que se encontram na glória de Deus.


No dia seguinte ao de Todos-os-Santos, a Igreja Católica celebra o Dia dos Fiéis Defuntos ou Dia de Finados (a 2 de Novembro).
Desde o
século II, os cristãos rezavam pelos falecidos, visitando os túmulos dos mártires para rezar pelos que morreram. No século V, a Igreja dedicava um dia do ano para rezar por todos os mortos, pelos quais ninguém rezava e dos quais ninguém lembrava.
Nestes dois dias as romarias aos cemitérios aumentam. Os familiares, assim, prestam homenagem e lembram os seus entes queridos que já partiram deste mundo e que deixaram saudades.

(José Amaral)

2 comentários:

al cardoso disse...

Estou convicto de que os "Infieis Defuntos" e que necessitam muito mais de oracoes!!!
Mas e sempre como a aquela: "Levamos flores a quem ja tem um jardim"!

Um abraco e nao se esqueca de comer uma febra por mim, na Feira dos Santos.

Amaral disse...

Al Cardoso
Precisam os fiéis defuntos e nós, que andamos a penar neste mundo à espera de bilhete para irmos para o outro.

Talvez não como febras na feira dos santos (Mangualde); antes não falhava uma, mas agora Há 2/3 anos que não vou lá.
Abraço