domingo, 18 de abril de 2010

a não perder

Mais uma sugestão literária de leitura obrigatória. Deste autor, Ken Follett, já aqui publicitei algumas obras, todas elas de grande qualidade.
Desta feita, trata-se de A Chave para Rebecca (Bertrand Editora, 396 páginas). É uma obra que se lê em pouco tempo, pois a escrita é bastante atractiva. Trata-se de uma obra sobre a II Guerra Mundial. A acção desenrola-se no Norte de África, durante o ano de 1942. É uma história de espionagem, na altura em que o Nazismo estava no auge. O alvo dos espiões era o Cairo. É aí que vamos encontrar o espião alemão Alex Wolff. Alex é um homem hábil e frio. Rommel parece imbatível: as suas armas secretas são Alex Wolff, espião exímio, e um código fatal enterrado nas páginas do romance de Daphne de Maurier, Rebeca.
No entanto, Alex vai ter de enfrentar Vandam, oficial britânico. Tanto um como outro recorrem à mesma estratégia: fazem-se valer de Elene e Sonia que tentam seduzir, respectivamente, Wolff e Vandam.
À medida que as tropas de Rommel se aproximam da vitória, a perseguição desenrola-se no deserto até chegar a um confronto impressionante e explosivo.
Trata-se de uma obra obrigatória, muito bem escrita - como nos habituou Follett em “Os Pilares da Terra”… - que nos prende da primeira à última linha.

(José Amaral)

2 comentários:

al cardoso disse...

Bem haja pela sugestao!
Como ve tenho andado um pouco a leste da blogosfera, mas de quando em vez ca venho.
Um abraco dalgodrense

Amaral disse...

Al Cardoso
Apareça sempre. Leia e vai ver que não se arrepende.
Bom fim-de-semana.
Abraço