domingo, 1 de fevereiro de 2009

La chandeleur

Chandeleur é uma palavra francesa que vem do latim “candela”, sendo retomada na expressão festa candelarum, festa das candeias.
Assim, nas igrejas, as tochas são substituídas por círios benzidos que se conservam acesos para transmitir uma mensagem de luz ou para afastar as tempestades, a morte, enfim, tudo o que personifique o mal.
Também pretendem invocar os bons augúrios das sementeiras de Inverno, a fim de estas produzirem fartas colheitas, no Verão.
Em França, é típico, neste dia, 2 de Fevereiro, a confecção de crepes, recheados com açúcar, canela ou, para os mais gulosos, com chocolate e todo o tipo de compotas. Os crepes, diz-se, têm esta forma e a esta cor para evocar o Sol que regressa, finalmente, após uma longa e fria noite de Inverno.
Há, também, muitos provérbios associados a este dia. Eis alguns:

À la Chandeleur, l'hiver se meurt ou prend vigueur.
À la Chandeleur, la neige est à sa hauteur.
À la Chandeleur, le jour croît de deux heures.
À la Chandeleur, le froid fait douleur.
À la Chandeleur, Rose n'en sentira que l'odeur.
Si la chandelle est belle et claire, nous avons l'hiver derrière, si le ciel n'est ni clair ni beau, nous aurons plus de vin que d'eau.


(José Amaral)

9 comentários:

Delfim Peixoto disse...

E tu, qual candeia, também, a iluminar por aqui
Abraço

JPCLEMENTE disse...

Muito interessante, Senhor Professor de Francês!
Não conhecia essas tradições.
Um abraço e uma óptima semana

Amaral disse...

Delfim
Obrigado. Eu candeia? Se isso ajudar a iluminar o caminho dos outros, tudo bem... senão considero-me uma má candeia.
Boa semana
Abraço

Amaral disse...

João Paulo
Obrigado. Boa semana e aquele abraço amigo

al cardoso disse...

Creio que N. S. das Candeias, deveria ser santa de muita devocao dos condes de Fornos, pois na sua quinta do bogalho existe um seu pequeno nicho!

Um abraco dalgodrense.

Amaral disse...

Al cardoso
Penso que sim. Lembro-me de ter ouvido falar disso nos meus tempos de estudante em Fornos.
Abraço

Deusa Odoyá disse...

Olá meu estimado amigo Amaral.
Mais uma história que não conhecia.
Obrigado por sua visita ao meu cantinho.
De perto conheço o AMOR.
De longe conheço a Bondade.
Hoje, conheço você, meu estimado amigo.
Um ser iluminado...
Fique na paz.
Beijinhos doce.

Regina Coeli.

nui disse...

ce très bonne

nui disse...

ce très bonne