domingo, 22 de junho de 2008

Ao Verão


Amapolas


Amigo…

En el cielo,
donde crecen
amapolas centellantes
como perlas,
la noche empieza a desnudarse.

Al ponerse el sol
todas las aves
cantan melodías en sus nidos.

Vosotros quedáis solitarios!

Tinieblas soñadoras
por entre las nubes
guardan en su corazón
las claras mañanas.

Cuando renace la aurora
las amapolas,
que a la brisa ondean,
sueñan con suaves besitos
del rocío
e
vosotros quedáis solitarios
entre las hojas de hierba
de los campos.


(in "Outonalidades", José Amaral)

12 comentários:

Isabel-F. disse...

parabéns pelo poema ...


é lindo.


bjs

Amaral disse...

Isabel
Ainda bem que gostaste. Boa semana.
Bjinho

Deusa Odoyá disse...

Oi meu novo amigo do lado de l�.

Belo poema e as amapolas s�o lindas.
Beijos e fique na paz.
DE sua nova amiga.

Regina Coeli.

Te aguardo no meu cantinho.

DelfimPeixoto disse...

Acho que encontrei um Blog onde se pode vir ler e sentir o pulsar da Poesia
( já agora, gostei da música: Michael Nyman- Piano)

Amaral disse...

Regina Coeli
Obrigado pela visita que retribuirei. Fico contente por ter gostado do poema.
Bjinho

Amaral disse...

Delfim
Obrigado pela visita que retribuirei.
Fico contente por ter gostado do blog e obrigado pelo elogio.
Abraço

Paula disse...

Bonitos poemas por aqui!

Parabéns pelo blog!

Abraço

Amaral disse...

Paula
Obrigado pelas palavras elogiosas. Volte sempre.
Abraço

al cardoso disse...

Lindo! Parabens tambem pelo excelente dominio do "castelhano"!

Um abraco de amizade dalgodrense.

Carla disse...

adoro o Verão e que belas as tuas palavras
beijos

Amaral disse...

Al Cardoso
Obrigado pelo comentário elogioso.
Abraço

Amaral disse...

Carla
Muito obrigado e bom verão.
Bjo