sexta-feira, 15 de junho de 2007

Li, mas não gostei...


Acabei de ler o primeiro livro de José Rodrigues dos Santos: “A Ilha das Trevas”. Confesso que o livro não me agradou muito. Já tinha lido dois livros de JRS (“A Filha do Capitão” e “A Fórmula de Deus”) que até me agradaram, mas este não me agradou. Contudo, deixo aqui uma sinopse do livro:

«Paulino da Conceição é um timorense com um terrível segredo. Assistiu, juntamente com a família, à saída dos portugueses de Timor-Leste e a todos os acontecimentos que se seguiram, tornando-se um mero peão nas circunstâncias que mediaram a invasão indonésia de 1975 e o referendo de 1999 que deu a independência ao país.

Só há uma pessoa a quem Paulino pode confessar o seu segredo – mas terá coragem para o fazer?

A vida e tragédia de uma família timorense serve de ponto de partida. Um romance pungente onde a ficção se mistura com o real para expor, num ritmo dramático, poderoso e intenso, a trágica verdade que só a criação literária, quando aliada à narrativa histórica, consegue revelar.»

(José Amaral)

6 comentários:

joão oliveira disse...

Passei para lhe desejar um bom fim de semana e boas leituras se for caso disso.
Eu ultimamente o que tenho lido são poemas brilhantes que vou encontrando em blogs.

Professor Howdy disse...

Thanks Jose...

canto dos sonhos disse...

Estou passando,para te desejar um lindo final de semana,para vc.Obrigada pela visíta e pelas lagrimas são desabafo ,mais eu não sou de chorar não sou uma pessoa muito alegre e de bem com a vida por mais dura,que ela possa ser .
Bjs!CARMEN "VALTE SEMPRE"

Amaral disse...

João Oliveira
a poesia é a arte nobre. Faça boas escolhas.
Bom fim-de-semana
Abraço

Amaral disse...

Professor Howdy
you must'n thanks, there a pleasure visit your blog.
Good week-end

Amaral disse...

Carmen "sonhadora"
as lágrimas fazem parte da vida, mas não podemos andar sempre a carpir.
Bom fim-de-semana para si
Bjo