terça-feira, 16 de dezembro de 2008

Excelente

Olavo Bilac nasceu no Rio de Janeiro, a 16 de Dezembro de 1865 e aí faleceu a 28 de Dezembro de 1918. Jornalista e poeta brasileiro foi membro e fundador da Academia Brasileira de Letras. Criou a cadeira 15, cujo patrono é Gonçalves Dias.
Aqui fica um belo poema da sua autoria.

(Imagem retirada da Internet)


Um beijo


Foste o beijo melhor da minha vida,
ou talvez o pior...Glória e tormento,
contigo à luz subi do firmamento,
contigo fui pela infernal descida!

Morreste, e o meu desejo não te olvida:
queimas-me o sangue, enches-me o pensamento,
e do teu gosto amargo me alimento,
e rolo-te na boca mal ferida.

Beijo extremo, meu prémio e meu castigo,
baptismo e extrema-unção, naquele instante
por que, feliz, eu não morri contigo?

Sinto-me o ardor, e o crepitar te escuto,
beijo divino! e anseio delirante,
na perpétua saudade de um minuto....


(José Amaral)

6 comentários:

Meg disse...

Caro Amaral,
Olavo Bilac é um dos meus poetas brasileiros preferidos. Ainda não publiquei nada dele, pois sempre me atrapalho na escolha dos poemas.
E este belo poema!

Um abraço

Isabel-F. disse...

Goso imenso deste poeta e adorei ler a tua escolha


bjs
isabel

Carla disse...

não conhecia este poema...adorei lê-lo
beijos

Amaral disse...

Meg
É sem dúvida um belíssimo poema. Vai escolher um dia um bem bonito.
Abraço

Amaral disse...

Isabel
Também gostei do poema.
Bjo

Amaral disse...

Carla
Este é um dos muitos belís´simos que ele tem.
Bjo