sábado, 4 de abril de 2009

Obrigatório ler

Recomendo um belíssimo livro, que se lê num fôlego, sustentado numa escrita criativa, mas acima de tudo na sua mensagem.
Trata-se do livro de estreia de Aravind Adiga. E foi uma estreia em grande, pois foi o vencedor do “Man Booker Prize 2008“. O livro chama-se O Tigre Branco (Editorial Presença, 242 páginas).
Estamos na presença de uma história irónica e divertida. O protagonista de O Tigre Branco, Balman Halwai, relata o trajecto bastante inusitado que percorreu para subir na vida e conseguir tornar-se alguém importante no cenário nacional: assassinar seu patrão. Em cartas dirigidas ao primeiro-ministro chinês, o protagonista revela uma visão crítica aguçada da sociedade indiana e do mundo contemporâneo, e justifica seu crime classificando-o como um acto de empreendedorismo. Ao longo do romance vamos sendo confrontados com as discrepâncias chocantes, entre o luxo extravagante da elite rica, e a luta desesperada pela sobrevivência, dos que nada têm. O mote principal do livro é a miséria que atinge o povo e da qual não se consegue escapar, pois não interessa o desejo de fuga. Fica assim feito o retrato de uma sociedade brutal, impiedosa, em que as injustiças se perpetuam geração após geração, como uma ladainha que se entoa incessantemente.

(José Amaral)

5 comentários:

Meg disse...

Amigo AMaral,

Vou tomando nota das tuas sugestões de leitura e, sempre que possível, tentarei segui-las.

Boa semana

Um abraço

JPCLEMENTE disse...

Tem uma óptima Páscoa, amigo J.Joaquim!
Uma abraço
JPClemente

Amaral disse...

Meg
Aproveita esta que é maravilhosa.
Abraço

Deusa Odoyá disse...

Olá meu anjo Amaral.
Como sempre nos dando dicas de excelentes livros.
Vou procurar aqui no Brasil, para poder ler.
Beijinhos doces.
Regina Coeli.

Amaral disse...

Regina
Vais encontrar, pois já vi edições em brasileiro.
Não percas.
Bjo